Quarta-feira, 16 de Março de 2005

A GRIPE, de Maria João e Ana Beatriz

gripejpg.JPG
Confundida com as constipações, a gripe tem afectado milhares de pessoas em todo o mundo. Os seus sintomas são a febre, dores de cabeça, arrepios e dores nos músculos. Não vale a pena tentar eliminá-la com antibióticos porque esta é-lhes resistente. Com um pouco de dores, paciência e de remédios, a gripe é ultrapassada após alguns dias ou semanas.

A Gripe é uma infecção respiratória provocada por vírus do grupo Influenza. Estes vírus são responsáveis por cerca de um terço das “constipações” dos adultos, calculando-se que cada adulto adoeça em média-cerca de 3 a 6 vezes por ano, por este motivo. Nas crianças, os casos sobem para 6 a 8 vezes por ano. O hábito de chamarmos “gripe” a todas as constipações contribui para se confundir a gripe doença causada pelo vírus da Influenza – com todas as outras centenas de constipações, provocadas pelos vírus respiratórios. A vacina o vírus da gripe só nos protege deste e não tem efeito demonstrado nos outros tipos de vírus. A gripe manifesta-se de repente, com dores de cabeça, febre, arrepios e dores nos músculos. Geralmente há tosse e dor de garganta. A febre desce ao fim de 2 ou 3 dias. Nessa altura a tosse pode tornar-se mais incomodativa, bem como a dor de garganta, podendo prolongar-se durante semanas. Na maioria dos casos a doença resolve-se em 2 a 5 dias. Algumas pessoas ficam a queixar-se de descanso durante algum tempo. O tratamento específico pode ser feito com amantadina – um antivírico – mas apenas reduz o tempo de doença em 50% e só se for tomado nas primeiras 48 horas.

-Os antibióticos são inúteis, os vírus não são sensíveis aos antibióticos.
-Não está demonstrado que a vitamina C tenha qualquer influência no número ou evolução dos catarros respiratórios.
-A nebulização com essências (eucalipto, mentol, etc.) não tem qualquer interesse terapêutico.
-O alívio dos sintomas, como a dor e a febre, pode fazer-se facilmente com paracetamol, que existe disponível em venda livre sob a forma de comprimidos, xarope ou supositórios, sendo indiferente a forma que se escolhe.

O problema principal da gripe – como de todas as outras infecções respiratórias – reside no atingimento de pessoas com dificuldades do sistema imunitário (doentes transplantados, em tratamentos de cancro, seropositivos para o VIH) ou com doenças crónicas (diabetes, bronquite, asma, insuficiência cardíaca, renal, hepática, etc.), crianças ou idosos. Nestes a vacina apenas oferece protecção por um tempo limitado – inferior a 1 ano – tendo que ser repetida no ano seguinte porque o vírus da influenza (gripe) muda de “aspecto” escapando às vacinas. É por este motivo que a vacina da gripe tem uma composição que é alterada todos os anos, conforme a “aparência” previsível do vírus influenza para esse ano.
publicado por António Luís Catarino às 11:08
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

.Maio 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Alta ansiedade do profess...

. SOBRE A METODOLOGIA E PRÁ...

. Olha!, mais uma revista s...

. DESCOBERTO CEMITÉRIO ROMA...

. ATENÇÃO A ESTE FILME HIST...

. UMA PROPOSTA DE FIM-DE-SE...

. CALENDÁRIO ESCOLAR 2005/2...

. Crianças, telemóveis e o ...

. UM FILME A NÃO PERDER: «C...

. AS MISTERIOSAS GRAVURAS G...

.arquivos

. Maio 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.favoritos

. E o homem com livros cont...

blogs SAPO

.subscrever feeds